Blog

Blog rhQuatro Gestão Estratégica

Acompanhe aqui as nossas noticias e novidades, estamos certos que entrará o que procura.

Conheça os impactos da Reforma Trabalhista no e-Social

Inserir subtítulo aqui

Como você sabe, o Governo acaba de aprovar a Reforma Trabalhista e algumas medidas terão impacto direto no eSocial. 

Como especialista neste assunto, tenho acompanhado as dificuldades de inúmeras empresas em entender e se adequar ao novo processo.Por isso, preparei um e-book detalhando a abrangência dessas mudanças e uma lista com as principais preocupações dos especialistas em eSocial. Você terá a oportunidade de conhecer os novos prazos, entender o que foi ajustado na Reforma Trabalhista e esclarecer outras dúvidas. Por essas razões, recomendo que você baixe este material agora mesmo!

Novo Layout do eSocial

Inserir subtítulo aqui

O Comitê Gestor do eSocial acaba de publicar uma nova versão do leiaute do eSocial que traz melhorias e correções, a maioria delas, decorrentes de sugestões dadas pelas empresas participantes da primeira fase do cronograma de testes.

Foi publicada no DOU de 07/07/2017 a Resolução nº 10 do Comitê Gestor do eSocial, aprovando a versão 2.3 do leiaute do eSocial, já disponível no item "Documentação Técnica" do Portal do e-Social.

O Comitê Gestor do eSocial esclareceu que os testes continuarão sendo realizados na versão 2.2.02, até que seja implementada a nova versão do leiaute no ambiente de testes (produção restrita).
O eSocial precisa ser implementado até julho de 2018. Faça seu cadastro no ambiente de testes e não perca o prazo!

Muitas pessoas confundem feedback com coaching. Enquanto feedback pode ser utilizado em coaching, em geral, feedback e coaching são coisas diferentes, mas eles trabalham muito, muito bem juntos.

Na vida, há muitas situações que soam muito bem na teoria, mas que não são tão simples quando se trata de colocá-las em prática. Também pode ser mais fácil "saber quando você as vê" do que saber o que fazer quando uma situação ou oportunidade surge.

Poucos profissionais de RH ou executivos de nível C (CEO, CFO, COO, etc.) negariam a importância do alinhamento da força de trabalho em conseguir seus objetivos organizacionais.